Quando vi pela primeira vez os robôs criados pela empresa FESTO eu fiquei simplesmente embasbacado. Estudando os movimentos de peixes, animais e pessoas, seus robôs atingem um nível de perfeição inacreditável. Veja você mesmo:

PENGUIN

Tudo bem, aí você me pergunta: o que “the hell” tem a ver isso com Concept Art?  Pô, tudo! Se você parar pra ver em detalhe como eles chegam a essa perfeição, vai perceber que todos esse movimentos são criados através de sistemas de alavancas, amortecimento, torção, retração e articulação. Desenho industrial do mais alto nível.

MOLECUBES

E não é baseado nesses elementos que criamos máquinas e criaturas robóticas como essas também em Concept Art? Tome o post anterior, com as Artes de Gears of War 3. como exemplo. Quando vê as articulações e junções aplicadas àquelas máquinas você não se convence rapidamente que elas são factíveis? Que funcionam mesmo? Então, quanto mais souber como funcionam esses elementos, melhor e mais realista sua arte parecerá.

Veja como a FESTO simula o movimento da tromba de elefante usando três segmentos com gomos metálicos articuláveis que expandem e retraem. Esse modelo pode ser usado como referência e aplicado a qualquer concept que precise de articulações.

Então é isso. Dê um play e deslumbre-se com o que está por vir:

JELLYFISH

HANDLING ASSIST

BIONIC TRIPOD

OUTROS POSTS QUE PODEM SER DE SEU INTERESSE: